5 livros para se ler no Dia Internacional do Gato

14:49


Calma aí! Antes que me atirem pedras, existe uma pequena confusão com relação ao Dia do Gato. Uns comemoram no dia 17/02, outros em 08/08 e os donos comemoram todos os dias, eu me incluo nesse último grupo. Mas vamos explicar as datas primeiro...

A comemoração no dia 17 de fevereiro começou na Itália através de uma organização de defesas dos animais para defender os felinos contra perseguições e promover suas adoções. Eis que em 2002 a IFAW escolheu o dia 08 de agosto para o World Cat-Day. Ainda, no dia 20 de fevereiro também se é comemorado o dia dos gatos em muitos países da Europa. Vai entender?

Então, quem acompanha o blog deve ter percebido que uma vez ou outra meu peludinho amarelo e metido a Rei Leão aparece nas fotos por aqui, ele é quase um mascote pois sempre está no meio aos meus livros e fazendo companhia nos momentos em que eu escrevo as postagens, nada mais justo que houvesse um 05 livros para se ler especialmente para os felinos. 


A rotina da pacata cidade de Spencer, Iowa, Estados Unidos, se transforma após Dewey, um gato, ser encontrado na Biblioteca Pública. A diretora da Biblioteca, que achou o gatinho na caixa de devolução, resolve contar a história e lança o livro, Dewey, um gato entre livros. O livro escrito por Vicki Myron, com colaboração de Bret Witter é a história real de um gato que fez da biblioteca - e da cidade de Spencer- sua casa e de seus habitantes, os melhores amigos.

Já posso pegar uma caixa de lenços, a maior que eu encontrar, e o chá mais calmante que eu tiver em casa? Simba vem cá que eu preciso te abraçar!



Em Um Livro Azedo, o bichano vai mostrar que ser azedo não é um talento que vem de berço; qualquer um, com muito treino e determinação, pode desenvolver. O leitor vai conhecer a breve história do Gato (incluindo todos os sonhos que ele já arruinou), descobrir os bons motivos para odiar cachorros (e pessoas!) e praticar o mau humor. 

Depois do excesso de fofura e choro gratuito, vamos praticar a arte de ser azedo e fofo ao mesmo tempo, com o Grumpy Cat que já viveu sete vidas, sendo esta a pior de todas.

Fãs de felinos vão se divertir com os versos criativos e irônicos de Eu poderia fazer xixi aqui. Simulando o ponto de vista de um gato, Francesco Marciuliano destrincha, com muito humor, o comportamento do animal para os humanos. Com títulos como 'Quem é este no seu colo?' e 'Esta é minha cadeira', os poemas capturam com perfeição o comportamento ambíguo e surpreendente do gato com o dono, com a casa e com outros animais. Ilustrado com fotos de gatos de estimação do autor, o livro figurou nas principais listas norte-americanas dos mais vendidos por mais de um ano e vendeu mais de 400 mil cópias no país.

Agora, se você gosta de poemas e gatos, tem livro para você também. Eu poderia fazer xixi aqui é uma dose alta de fofura, daqueles capaz de nos fazer para se vomitar um arco íris.


Ferrugem se contorceu e gritou, tentando escapar do agressor que se colocara às suas costas e o prendera com garras incrivelmente afiadas. Sentiu no pescoço os dentes pontudos. Ao longo de gerações, quatro clãs de gatos selvagens dividiram o território da floresta de acordo com as leis prescritas por seus ancestrais. Mas os gatos do Clã do Trovão correm sério perigo porque o malévolo Clã das Sombras se fortalece a cada dia. No meio dessa turbulência, aparece um “gatinho de gente”, Ferrugem, que pode vir a se tornar o mais valente de todos os guerreiros.

Agora, para nós que adoramos fantasia, tem livro com gato protagonista: sim! Gatos Guerreiros já possui um público fiel de fãs e pelo pouco que pesquisei promete ser uma grande aventura para qualquer idade.

Através de um Buraco de Minhoca – túnel dimensional que interliga dois mundos – localizado no Parque do Trianon, São Paulo, surge um viajante felino movido por uma única e importantíssima missão: a busca por uma lendária ampulheta. Escondida em algum local inóspito da cidade, a relíquia é a única capaz de salvar Marshmallow, terra do Príncipe Gato, que está à beira da destruição. No entanto, parece que ele não foi o único a atravessar o portal. Seres malignos irromperam das barreiras e logo declararam uma caçada voraz, com objetivos mais sombrios...Além de seus perseguidores, o gato luta contra seu maior inimigo: o Tempo. É preciso encontrar o objeto antes que seja tarde e seu mundo esteja para sempre perdido. Contudo, ele não estará sozinho nesta empreitada e poderá contar com a ajuda de seus fiéis companheiros. Fascinante, angustiante e até mesmo engraçada, a estória retrata os mistérios jamais desvendados da cidade paulistana, com um toque de magia e esperança. 

Não disse que havia livros onde os gatos são protagonistas? A trilogia O Príncipe Gato, é mais uma prova.

Então, o que você está esperando para curtir essas história ao lado de um felino? O Simba, hoje promovido oficialmente o mascote do blog, aprova!

video

Confira o blog em outras redes sociais:
Instagram /// Twitter /// Facebook /// Bloglovin /// Goodreads /// Skoob

You Might Also Like

0 comentários